Vai ter cachorro na praia sim. Será?! - Você Mais Seguro
17871
post-template-default,single,single-post,postid-17871,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode_grid_1300,footer_responsive_adv,qode-content-sidebar-responsive,qode-theme-ver-9.5,wpb-js-composer js-comp-ver-4.12,vc_responsive
 

Vai ter cachorro na praia sim. Será?!

Vai ter cachorro na praia sim. Será?!

Cookie tem pouco mais de 1 aninho de idade, e adora ir à praia com sua família; e sua família compartilha estes momentos familiares nas redes sociais. Até aí tudo bem! O problema é que Cookie é um yorkshire terrier e o Código de Posturas Municipais proíbe que animais domésticos frequentem as praias do Rio. Em agosto deste ano, Cookie foi alvo de comentários ofensivos nas redes sociais por conta de uma de suas fotos curtindo a praia com seu dono. A polemica então começou a dividir a população carioca. De um lado: pets de peso com mais de 30 mil seguidores, como o surfista Bono e dálmata Titi, e de outro lado: um grande preconceito que a sociedade tem em relação a dividir a praia com pets!

A lei

De acordo com a Guarda Municipal, o 4º artigo do regulamento número 10 do Código de Posturas da cidade proíbe a presença de animais na areia das praias do município, cabendo aos agentes do Grupamento Especial da Praia (GEP) fazer esta fiscalização. Não está previsto multas, apenas um trabalho de orientação. Caso haja insistência pelo dono, o mesmo seria encaminhado para delegacia mais próxima. Já em relação às fezes dos animais na areia: há previsão de multas por equipes do Lixo Zero a donos que não fizerem coleta dos dejetos. Em 2008, essa proibição ganhou mais força depois de um decreto do então Prefeito César Maia.

+ Veja Também:   Dicas para banho em cachorro

Na prática, hoje em dia, não há mais uma fiscalização intensa como houve no início do decreto em 2008. E realmente, quem tem costume de ir à praia sabe que hoje em dia é relativamente comum encontrar cachorros acompanhando seus donos nas areias.

O movimento Vai ter cachorro na praia sim!

A reação agressiva dos comentários contra Cookie causou empatia no grupo “Focinhos Cariocas” (@focinhoscariocas_); que resolveu criar um movimento de apoio: #JuntosSomosMaisFortes. E foi a partir deste grupo de amigos, e deste movimento inicial que foram aos poucos tomando corpo o movimento Vai Ter Cachorro na Praia Sim.

Uma das integrantes do movimento, Adriana Cassas, dona da Titi, uma dálmata com mais de 32 mil seguidores, comenta que o que motivou o grupo foi tentar uma abertura para o diálogo, já que os comentários foram muito ofensivos: pode haver discordância sobre o acesso de cachorros a praia, mas não precisamos ser intolerantes quanto a isto.

 O grupo (#juntossomosmaisfortes) percebeu que era necessário discutir mais sobre este assunto, até porque parecia que havia um grande preconceito em cima deste tema, sem saber se realmente as justificativas são corretas.

+ Veja Também:   O primeiro cachorro a gente nunca esquece – 4

Eles então focaram em reunir um time de pessoas qualificadas, ambientalistas, veterinários, biólogos, para poder dar legitimidade e autoridade a causa. E assim conseguir realizar um diálogo honesto com a sociedade.

O que se observa é um grande preconceito de que os cachorros sujam e contaminam as areias da praia, colocando em risco a nossa saúde. E muitos acreditem que isto continua valendo mesmo que os dejetos fossem retirados.

O grupo busca analisar exatamente esta questão e apresentar as conclusões cientificas para sociedade. A ideia é tentar mudar um pouco deste preconceito. O resultado disso tudo ainda não sabemos. O projeto de lei ainda está sendo redigido pelo grupo, e eles estão na busca de um vereador que possa acolher o projeto no futuro no plenário.

Projeto de Lei

 O projeto de lei ainda está sendo redigido pelo grupo (#juntossomosmaisfortes). Mas em linhas gerais, ele estabeleceria as faixas de areia de acesso aos cachorros com seus donos, e as leis de circulação obedeceriam as mesmas regras das vias públicas normais: cães deveriam ter identificação, algumas raças poderiam usar focinheira, e os dejetos seriam retirados pelos donos: lixo zero! E ainda, a ideia é exigir que os donos de animais estejam com a vacinação dos cães em dia e em posse de carteirinha sempre que os levarem a praia.

+ Veja Também:   Novembro Azul Pet

Por enquanto, nas redes sociais, o movimento vem conseguindo adesão de vários pets “famosos”, como Bono, um labrador surfista tetracampeão mundial de surfdog! A ideia é tentar aumentar o diálogo entre a sociedade mostrando que os cães também podem frequentar de maneira harmônica as praias cariocas. E toda terça-feira, eles pedem para que seus simpatizantes compartilhem fotos com a descrição #vaitercachorronapraiasim .

Praias Dog Friendly pelo mundo

Nos EUA existem uma extensa lista de praias (ou trechos delas) onde são permitidas a circulação de cachorros com seus donos (ver: http://petfriendlytravel.com/dog_beaches); mas a maioria exige que os cachorros estejam com coleira. Na Inglaterra em algumas praias (ou trechos de praias) também são permitidos a circulação de cachorros com seus donos (https://www.thebeachguide.co.uk/dog-friendly). E na Austrália também há praias que são permitidos cães passearem com seu dono.

Bem, como podemos ver vários países permitem o acesso aos pets as praias! Vamos ter que aguardar o desenrolar desta história, e ver se o Rio de Janeiro vai se juntar a esta lista de locais com praias dog friendly. E você?! É contra ou a favor?!

Vamos continuar acompanhando de perto esta história, e postaremos em nossa página da Você + Seguro do Facebook! Fique de olho!

Fonte: https://oglobo.globo.com/rio/donos-de-caes-se-mobilizam-nas-redes-sociais-para-que-animais-possam-ir-legalmente-as-praias-do-rio-22050854#ixzz502OxxoVj

No Comments

Post A Comment

giay nam depgiay luoi namgiay nam cong sogiay cao got nugiay the thao nu