Doença do Carrapato: tudo que donos de cães devem saber - Você Mais Seguro
17786
post-template-default,single,single-post,postid-17786,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode_grid_1300,footer_responsive_adv,qode-content-sidebar-responsive,qode-theme-ver-9.5,wpb-js-composer js-comp-ver-4.12,vc_responsive
 

Doença do Carrapato: tudo que donos de cães devem saber

Doença do Carrapato: tudo que donos de cães devem saber

Acho que quase todos os donos de cachorro morrem de medo de seus cães contraírem a temida doença do carrapato. E esse medo é compreensível: é uma doença seríssima, não tem vacina para prevenir e, sim, pode levar a morte. Então atenção: preparei um material bem legal e prático sobre a doença do carrapato, e tudo que você precisa saber sobre ela!

 

A doença do carrapato pode se apresentar de duas formas: a erliquiose

 

– que é causada por um bactéria – e a babesiose – que é causada por um protozoário. E na verdade, as duas formas podem se manifestar simultaneamente no cachorro, o que torna situação dele ainda mais delicada. Ambas são transmitidas pelo carrapato marrom.

Atenção Carrapatos Adoram Calor!

Carrapatos adoram ambientes quentes e úmidos. Por isso são muito comuns em países tropicais, como Brasil. Temos que ter cuidado redobrado no verão. E eles adoram ficar embaixo das folhas, por isso, prefira sempre manter a grama curta!

Sintomas da doença do carrapato são parecidos com de outras doenças

Uma das dificuldades na hora de identificar a doença é que ela não tem nenhum sintoma particular, na verdade, os sintomas da doença do carrapato são muito comuns a outras doenças, como por exemplo a cinomose. Por isso a identificação da doença pode demorar, e quanto mais tempo de demora na identificação piores as sequelas, podendo até ser fatal. Dado

 a gravidade das doenças, o dono deve correr para o veterinário para que ele possa fazer exames no seu cachorro, e a partir daí identificar qual a doença.

+ Veja Também:   Espirro Reverso – Como identificar e o que fazer

Diferença entre as duas formas

A Erliquiose (a da bactéria) destrói os glóbulos brancos, podendo, desenvolver uma fase crônica da doença, e nesse ponto ela pode se manifestar com sintomas de uma doença autoimune, comprometendo o sistema imunológico. Essa forma é mais comum no sudeste do Brasil. Já a Babesiose é causada por um protozoário que se aloja nos glóbulos vermelhos, e se multiplica. A Babesiose é uma causa infecciosa de anemia hemolítica. A identificação será feita pelo veterinário através de exames laboratoriais. Essa forma é mais comum na região nordeste do Brasil.

 

Sintomas da doença do carrapato 

 Os sintomas da doença são febre, fraqueza, falta de apetite, depressão, perda de peso, podendo observar também aumento do baço; em alguns casos pode apresentar manchas avermelhadas e vômitos.

  • De forma prática – ao encontrar um carrapato no seu cão: sinal amarelo!

Ao encontrar um carrapato no seu cachorro: observe mais atentamente seu cão nos próximos cinco dias. Se você reparar um abatimento maior que o comum, apatia, tristeza, prostração, febre, cansaço, urina escura (“cor de café”), melhor levar ao veterinário para se certificar. Quanto mais cedo for diagnosticada a doença, maiores as chances de recuperação e cura.

  • Tratamento doença do carrapato

O tratamento da doença do carrapato vai variar de acordo com a causa. A Erliquiose – a que atinge os glóbulos brancos – apresenta três fases, uma mais intensa do que a outra. Mas todas são tratáveis! E o tratamento será feito por meio de antibióticos; podendo ser complementado com transfusão de sangue e pode durar até uns 21 dias. Já a Babesiose (que atinge os glóbulos vermelhos) vai ser bem diferente: vai ter que combater o parasita (veterinários tem hoje formas de tratar isso e destruir o parasita) e também fazer a correção dos problemas que foram causados pelo parasita (como anemia e insuficiência renal). São essas complicações que podem levar à morte do cão, por isso essa doença é extremamente grave, e precisa de urgência no diagnóstico! Quanto mais rápido for a ação do veterinário, maiores as chances de cura, e menores as chances do seu filho de quatro patas ter sequelas renais e hepáticas!

+ Veja Também:   Cuidados com pet em caso de viagem

Você sabia que nós, humanos também podemos contrair a doença do carrapato? Mas para que seja infectado pela doença, o carrapato marrom deve estar preso a pele por no mínimo 4 horas. Normalmente, por reflexo, a gente ao sentir a picada, retira o carrapato na mesma hora; os cães não tem essa capacidade, dependendo dos cuidados do seu dono para isso. Por isso, que eles acabam contaminados, e nós não.

Sabendo disso alguns cuidados que devemos sempre ter: ao pentear (ou dar banho em) no seu cachorro, se certificar quanto a possível presença de carrapatos na pele. Caso, vocês tenham o hábito de passear na rua e/ou ter contato com outros cães é ainda mais importante esse cuidado semanalmente.

+ Veja Também:   Castração de cães e gatos e a técnica do gancho

Você já possui plano de saúde pet? Que oferece assistência médica veterinária e ambulatorial 24 horas, atendimento de urgência e emergência, exames laboratoriais, internações, procedimentos e até vacinas.

Não se esqueça de desinfetar o ambiente que seu cachorro vive periodicamente, usar produtos veterinários carrapacitas como sabonetes e xampus neles. Aplicar pipeta anti-pulgas e anti-carrapatos no cão mensalmente – se eles tem contato direto com outros cães e hábito de passear na rua diariamente. Fique atento também, ao voltar de hotéis para cães, ou de casas de cuidadores.

Locais preferidos de carrapatos no corpo dos cães: região das orelhas, entre os dedos, próximos ao olhos, nunca e pescoço! No cuidado diário, verificar sempre essas regiões, fique atento a coceiras mais intensas! Em caso de dúvidas, não hesite em ligar ou ir ao veterinário! Se você tem o plano de saúde de cachorro da Porto Seguro saiba que tem direito ao serviço de PetPhone 24horas, com veterinários por telefone e orientando da melhor forma os donos! O PetPhone é ótimo para tirar dúvidas sobre algum comportamento estranho que seu cachorro esteja tendo, ou até mesmo como forma de ajudar como proceder em casos de dúvidas, e funciona 24horas por dia! Essa dica é muito boa!

 

 

Fonte: http://tudosobrecachorros.com.br/doenca-do-carrapato/#ixzz4t9p9nVsM

Fonte: http://tudosobrecachorros.com.br/lugares-onde-seu-cachorro-pode-pegar-carrapato/#ixzz4t9BZmYWE

No Comments

Post A Comment

giay nam depgiay luoi namgiay nam cong sogiay cao got nugiay the thao nu