Verme do coração – Saiba tudo sobre Dirofilariose

Verme do coração – Saiba tudo sobre Dirofilariose

Também conhecida como doença do verme do coração, a dirofilariose é uma doença que pode matar tanto cães como gatos, e pode até mesmo contaminar humanos. Se você tem cachorro ou gato em casa, você precisa saber qual a melhor forma de combater esta doença gravíssima!

O verme causador da doença, o Dirofilaria Immitis, tem o cachorro como seu hospedeiro principal: ou seja o cachorro abriga o parasita na sua fase adulta e de reprodução. O verme do coração passa a sua fase adulta no lado direito do coração do hospedeiro e nos vasos que conectam o coração ao pulmão. Por isso o nome: verme do coração!

Como que pega a dirofilariose? – Através da picada de mosquito!

As parasitas fêmeas produzem microfilárias – ou seja, dirofilárias “filhotes”. Na fase de crescimento, elas circulam na corrente sanguínea do seus hospedeiro. O mosquito ao picar um cachorro infectado, acaba ingerindo microfilárias, que ficam na boca do mosquito. Este ao picar outro animal liberam as larvas na corrente sanguínea dele e, assim, o contaminam.

Normalmente demoram inúmeros anos para que o cachorro (ou gato) realmente apresente sintomas de dirofilariose; em geral observa-se em cachorros entre 2 e 8 anos; raramente se observa em cães filhotes, isso porque as microfilárias demoram cerca de 5 a 7 meses para se tornarem adultas e se estabeleceram no coração.

Como o parasita adulto se instala no coração, já podemos ver que é uma doença grave: os vermes vão aos poucos obstruindo os vasos sanguíneos que saem do coração. O suprimento de sangue para outros órgão acabam sendo reduzidos, e gerando assim, mau funcionamento destes.

+ Veja Também:   Seguro de Celular e suas vantagens

Sintomas da doença do Verme de Coração

Cachorros e gatos infectados com dirafilariose não demonstram sintomas no começo da doença, alguns apresentam perda de apetite, e de peso. Em geral, o primeiro sintoma é a tosse seca, e uma falta de resistência ao praticar exercícios. Alguns podem acumular líquido no abdômen.

Em casos mais avançados, a insuficiência cardíaca pode ser aparente, e pode ser fatal. Cães gravemente infectados podem acabar morrendo durante o exercício ou num momento de excitação.

Identificação da dirofilariose

A identificação pode ser feita inicialmente com alguns exames de sangue, e posteriormente ultrassonografias e radiografias para poder analisar a gravidade da infestação do parasita.

Tratamento da doença do verme de coração

O tratamento vai depender do caso: protocolos diferentes podem ser adotados de acordo com o grau de evolução da doença. Apenas um veterinário poderá indicar o procedimento adequado.

Em geral, são necessários exames e tratamento com adulticidas injetáveis – para eliminar vermes adultos.

Para se ter uma noção, estima-se que tratamentos de casos mais “simples” levam cerca de três meses até administrar o adulticida, e finalizar a primeira etapa. Após a finalização do tratamento, o animal deve voltar passados seis meses para realizar mais exames e comprovar se todos os vermes adultos foram eliminados. Caso ainda seja identificado presença de algum, o tratamento deve ser realizada novamente.

+ Veja Também:   Alimentação canina: ração comercial

Como podemos perceber a doença do verme do coração é uma doença extremamente perigosa, e seu tratamento exige acompanhamento médico-veterinário!

A melhor forma é através da prevenção.

Os sintomas da dirofilariose são muito difíceis de detectar, e ela pode ser fatal, por isso, recomendamos que você leve seu cachorro ou gato periodicamente ao veterinários para fazer a prevenção. Como a sua forma de transmissão é pelo mosquito, mesmo aqueles cachorros e gatos que ficam apenas dentro de casa precisam fazer a prevenção.

Prevenção contra doença do verme do coração

Existem alguns remédios que podem ser usados para prevenir a doença, ou melhor, em caso de contaminação impedem que as microfilárias se desenvolvam e se instalem no coração do animal. A prevenção pode ser feita mensal, semestral e anualmente.

Para saber qual o mais indicado para seu animal de estimação, recomenda-se uma visita ao veterinário. Vários fatores serão considerados: histórico médico-veterinário, contato com outros animais, local onde mora, e onde circula (como praias por exemplo). É recomendado também realizar check-ups e exames periódicos para detectar possíveis sinais.

+ Veja Também:   7 Cuidados com Filhotes de cachorro

Dirofilariose: um risco para humanos também

Já houveram casos de humanos terem sido infectados. Em humanos, podem causar infarto, e uma vez identificado, é necessário fazer uma cirurgia para remover os nódulos.

 

DICA VOCÊ MAIS SEGURO ECONOMIZE:

Sabemos que ir periodicamente ao veterinário é caro, e, ainda mais ter que realizar exames de sangue e ultrassonografia. Mas é essencial não apenas para saúde do seu pet, como de todos da sua família! Nossa dica é ótima: nossos planos de saúde animal para cachorros e gatos cobrem consultas veterinárias, exames de imagem e de sangue, urina, além das vacinas importadas. E ainda por cima em casos de emergências e urgências seu pet também estará coberto: você não precisa mais se preocupar em caso de eventualidades!

E o melhor: para consultas periódicas e check-ups você ainda tem a comodidade de poder agendar um atendimento domiciliar: o Pet Home!

Não sei se você sabe mas a melhor forma de garantir saúde e mais anos de vida ao seu animal é realizando a medicina preventiva – leia mais em: http://vocemaisseguro.com/medicina-veterinaria-preventiva-a-melhor-saude-animal/.

Peça uma cotação conosco, e garanta a saúde do seu melhor amigo – é o melhor para ele e para toda a sua família.

Acesse nosso site: http://vocemaisseeguro.com

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: https://www.petcoach.co/article/heartworm-dirofilaria-immitis-infection-prevention-in-dogs/

https://emedicine.medscape.com/article/236698-treatment

No Comments

Post A Comment

giay nam depgiay luoi namgiay nam cong sogiay cao got nugiay the thao nu