Parvovirose Canina - Você Mais Seguro
17810
post-template-default,single,single-post,postid-17810,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode_grid_1300,footer_responsive_adv,qode-content-sidebar-responsive,qode-theme-ver-9.5,wpb-js-composer js-comp-ver-4.12,vc_responsive
 

Parvovirose Canina

Parvovirose Canina

A parvovirose canina é uma doença causada por um vírus, e ataca muito cachorros filhotes e “adolescentes”, de acordo com o desenvolvimento do sistema imunológico do cachorro, mas também pode atingir cachorros adultos.

A parvovirose canina é uma doença extremamente delicada, e merece muita atenção dos donos, por duas razões: o vírus é resistente e mesmo cães vacinados podem acabar desenvolvendo a doença. Portanto, todo dono de cachorro deve saber tudo sobre essa doença, que, pode sim, ser fatal!

Atenção: vírus pode ficar até na roupa do dono!

Tenha em mente que esse vírus causador da doença é extremamente resistente, e pode sobreviver em até mesmo roupas, no chão de gaiolas; insetos e roedores também podem servir de vetores para transmissão do vírus.

Caso você tenha tido contato com um cachorro infectado, é fundamentar desinfetar toda e qualquer superfície que tenha tido contato. É fundamental a desinfetar com detergente e agua sanitária todos os locais que o cachorro infectado teve acesso.

 

Filhotes são o foco de cuidado!

No início, o sistema imunológico do filhote ainda não está funcionando de maneira ótima, e ele recebe muito da imunidade através do leite materno; então no período de desmame até o fortalecimento do sistema imunológico o cachorro apresenta um pequeno intervalo que fica mais suscetível ao vírus da parvovirose canina.

+ Veja Também:   Saiba mais sobre Cinomose
Vacina, leite materno e o sistema imunológico do filhote

Além disso, mesmo tomando a vacina, o que acontece é leite materno pode afetar no processo imunológico do filhote. Deixa eu explicar como: o leite materno pode acabar combatendo o vírus, sem deixar o próprio filhote criar os anticorpos. Por isso que nesse período, mesmo tomando a vacina o filhote pode não estar totalmente protegido, daí a importância do filhote tomar três doses de vacinas.

A dose de parvovirose canina, por exemplo, pode ser administrada durante a 14ª-16ª semanas de vida do filhote, mesmo tendo sido administrado nele anteriormente. A ideia é garantir que realmente o filhote fique imunizado.

E mesmo adultos, é importante saber se a imunização contra a parvovirose canina precisa de atualização – há varias formas de checar, como, por exemplo, fazendo exames de sangue, confira junto ao veterinário! Por isso, as vezes, mesmo adulto, e mesmo tendo tomado a vacina quando filhote, o veterinário pode recomendar tomar novamente essa vacina.

 

DICA VACINA PARVOVIROSE CANINA:

O plano de saúde da Porto Seguro tem cobertura de inúmeras vacinas, inclusive da parvovirose canina; e todas as vacinas são importadas. O objetivo é o bem-estar e qualidade de vida do seu cachorro.

+ Veja Também:   Seu cachorro comeu cocô? Tudo que você precisa saber sobre coprofagia

Cuidados com a higiene é fundamental!

É preciso que o dono tome muito cuidado com a higiene do seu filhote, e os locais de contato, por isso, evite levar o filhote a locais públicos, e hotéis para cachorros, e até mesmo petshops antes de finalizaram a vacinação. Evite ao máximo o contato do seu cão com fezes de outros cachorros na rua, mesmo adulto.

A higiene e vacinação são as formas mais eficazes de prevenir a parvovirose canina.

 

Como o vírus da parvovirose canina atua:

O vírus atua no sistema imunológico do cachorro e nas paredes do intestino. A combinação desses dois processos pode ser fatal: o cachorro não consegue absorver os nutrientes necessários, e com o sistema imunológico comprometido, ele pode desenvolver um quadro de desidratação rápido, e ter um choque, podendo levar a morte. Em filhotes, o vírus pode atacar também os músculos do coração, podendo levar a inflamações e arritmias.

Sintomas Parvovirose Canina

Os sintomas iniciais são letargia, depressão, falta de apetite, seguidos de vomito, febre e diarreia – podendo ser com sangue.

Os veterinários farão testes para testar a presença de vírus nas fezes, e também provavelmente irão checar a contagem de glóbulos brancos, através de exame de sangue. Os sintomas mais comuns – diarreia com sangue e vomito – podem indicar outras doenças, apenas o exame de fezes e sangue, feito pelo veterinário pode identificar a doença que seu cachorro tem. Por isso, leve imediatamente ao veterinário, a parvovirose canina pode ser fatal!!

+ Veja Também:   Renovação de Seguro, Qual a melhor opção?

No tratamento, normalmente, os cachorros acabam ficando internados para receber nutrientes intravenosos, e até mesmo podem precisar de transfusão de sangue. E a administração dos antibióticos podem acabam sendo também intravenosa. Ele também deverá ser isolado de outros cachorros.

Atenção! Os cachorros com essa doença ficaram sem se alimentar por um período considerável, e quando se recuperam a alimentação feita pelo dono deve ser gradual, provavelmente com rações especiais, mas o veterinário irá fazer todas as recomendações corretas.

Desde o surgimento de vacinas para parvovirose canina, a doença se tornou um risco menor para os cães, e a vacina é considerada obrigatória para prevenção. Bem como cuidado com a higiene.

 

 

 

Fonte:

http://www.vet.cornell.edu/baker/about/articles/CanineParvovirus.cfm

https://ebusiness.avma.org/files/productdownloads/LR_COM_ClientBroch_CanineParvo_022416.pdf

http://tudosobrecachorros.com.br/parvovirose/

 

No Comments

Post A Comment

giay nam depgiay luoi namgiay nam cong sogiay cao got nugiay the thao nu